Artigos
  • LUIZ ANTONIO GIROLDO
    Não há hierarquia nem subordinação entre advogados, magistrados e membros do Ministério Público
/ BRIGA JURÍDICA

Tamanho do texto A- A+
13.01.2020 | 16h23
TJ derruba liminar e determina a retomada da CPI do Paletó
A decisão, da última sexta-feira (10), revoga uma determinação de outubro do ano passado
MidiaNews
A desembargadora Helena Maria Bezerra Ramos, que revogou suspensão da CPI
CÍNTIA BORGES
DA REDAÇÃO

A desembargadora Helena Maria Bezerra Ramos, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, determinou a retomada dos trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Paletó, que investiga eventual quebra de decoro do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

A comissão foi formada com base o vídeo em que o prefeito aparece recebendo maços de dinheiro, supostamente de propina, no Palácio Paiaguás.

A decisão, da última sexta-feira (10), revoga uma determinação de outubro do ano passado, que suspendeu as investigações da CPI. 

A “briga judicial” teve início em março de 2018, em razão de divergências a respeito da composição da comissão.

O processo se trata em mandado judicial impetrado pelo vereador Diego Guimarães (PP), que conseguiu, judicialmente, a retomada dos trabalhos da comissão em outubro passado.

No entanto, dias depois, o presidente da Câmara de Cuiabá, Misael Galvão (PSB), entrou com recurso e conseguiu, por meio de liminar, “travar” os trabalhos da comissão.

Mensalinho 

Conforme o ex-governador Silval Barbosa, os valores entregues ao então deputado - e vários outros - seriam uma espécie de "mensalinho" em troca de apoio ao Executivo.

Após a decisão recente determinando a retomada da CPI, foram nomeados os vereadores de situação Toninho de Souza (PSDB) e Sargento Joelson (PSC) como relator e membro da comissão, respectivamente. 

A presidência seguiu com o vereador oposicionista Marcelo Bussiki (PSB).

Leia mais sobre o assunto:

Após pedido da Mesa, Tribunal volta a suspender CPI do Paletó


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2020 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet