Artigos
  • GONÇALO ANTUNES DE BARROS
    As hienas ladram a convicção quando o arroto fétido da covardia se fazem presentes
  • EDUARDO MANZEPPI E FLÁVIO RICARTE
    Com evolução da tecnologia, novos questionamentos começaram a aparecer na mídia
/ IMPORTUNAÇÃO SEXUAL

Tamanho do texto A- A+
07.02.2020 | 17h48
TJ mantém a prisão de jornalista acusado de assediar colegas
O processo tramita em segredo de justiça e por isso não há mais detalhes do caso
Victor Ostetti
O jornalista Leonardo Heitor, que está preso desde novembro passado
CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

A Terceira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso manteve, por unanimidade, a prisão do jornalista Leonardo Heitor de Miranda, de 37 anos.

Leonardo Heitor, que foi acusado de usar perfis falsos nas redes sociais para enviar fotos pornográficas para colegas, está preso no Centro de Custódia da Capital (CCC).

Ele foi detido no dia 25 de novembro do ano passado, no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, por descumprir medida protetiva.

O habeas corpus requerendo a revogação da prisão foi julgado na sessão de quarta-feira (05) e o relator, desembargador Juvenal Pereira, votou para indeferir o pedido.

O entendimento do desembargador foi sendo acompanhado pelos demais membros da turma. São eles: Gilberto Giraldelli e Rondon Bassil Dower Filho.

O processo tramita em segredo de justiça e por isso não há mais detalhes do caso.

Os supostos crimes praticados por Leonardo vieram à tona no ano passado, quando ao menos dez jornalistas de Cuiabá o denunciaram na delegacia.

Ele é réu em três ações penais: uma pelo descumprimento de medida protetiva; por tentativa de violação sexual mediante fraude e por violência psicológica e ameaça, previstos na Lei Maria da Penha.

Ele também já havia sido acusado por casos semelhantes em Vitória (ES), onde também atuou como jornalista.

Leia mais sobre o assunto:

MPE denuncia jornalista por violência psicológica e ameaça

Juíza acata denúncia e jornalista vira réu por molestar colega


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2020 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet