Artigos
  • GONÇALO ANTUNES DE BARROS
    As hienas ladram a convicção quando o arroto fétido da covardia se fazem presentes
  • EDUARDO MANZEPPI E FLÁVIO RICARTE
    Com evolução da tecnologia, novos questionamentos começaram a aparecer na mídia
/ TIROS EM BOATE

Tamanho do texto A- A+
12.02.2020 | 14h24
Justiça manda prender acusado de matar fisiculturista em MT
Crime ocorreu neste final de semana em Rosário Oeste; suspeito confessou o crime
Reprodução
Nicolas Jordani (no detalhe) confessou crime
JAD LARANJEIRA
DA REDAÇÃO

A Justiça de Rosário Oeste expediu um mandado de prisão preventiva contra Nicolas Jordani Pereira, de 26 anos, acusado de matar o fisiculturista Marcos Camargo, de 23. A motivação do homicídio seria por conta de uma rivalidade surgida após o fisiculturista ter dado em cima da namorada do acusado.

Marcos foi morto na madrugada de domingo (9) em um uma casa noturna no Centro de Rosário Oeste. Ele foi atingido por sete tiros e morreu ainda no local.

O pedido foi feito nesta terça-feira (11) e acatado no mesmo dia, após Nicolas se apresentar na delegacia na segunda-feira (10), acompanhado de um advogado e confessar o crime.

Por ter se apresentado fora do flagrante, o suspeito foi liberado após prestar depoimento.

Ele alegou em depoimento que tinha rixas com a vítima há pelo menos um ano, por conta de um episódio com a namorada. Desde então, Nicolas e Marcos viviam se desentendendo sempre que se encontravam em festas.

“Parece que eles tiveram problema com namorada. A vítima havia flertado com a namorada dele num episódio antigo. E desde então eles vinham mantendo uma intriga, uma animosidade, típica de jovens que frequentam casa noturnas. Toda vez que eles se encontravam nas casas noturnas de Nobres e de Rosário Oeste, eles trocavam insultos e empurrões”, disse o delegado Henrique Trevisan, que investiga o crime.

Apesar do mandado, Nicolas ainda não foi preso. Ele é considerado foragido.

marcos

Marcos foi morto com pelo menos sete tiros, dentro de casa noturna

No dia do crime

O suspeito confessou que, no dia do crime, já esperava encontrar Marcos no local e por isso decidiu se armar com o revólver de seu pai, que estava escondido no guarda-roupas.

Segundo ele, já na casa noturna, encontrou a vítima e antes que ele se aproximasse atirou várias vezes pelas costas.

Após os disparos, o rapaz fugiu do local em seu carro. A arma do crime não foi encontrada.

“Ele disse que depois que saiu da casa noturna jogou a arma no meio da estrada e que não lembra exatamente onde”, contou o delegado.

Leia mais sobre o assunto:

Jovem confessa que usou arma do pai para matar fisiculturista

Suspeito de matar fisiculturista se apresenta, é ouvido e liberado

Fisiculturista é assassinado e mulher fica ferida em bar em MT


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2020 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet