Artigos
  • RODRIGO FURLANETTI
    A indagação que deve ser feita, é se estamos pagando o valor correto de tributação no caso concreto
  • VICTOR MAIZMAN
    Papa Francisco realizou tal ato religioso na solidão e imensidão da pomposa Praça de São Pedro
/ DETRAN-MT

Tamanho do texto A- A+
14.03.2020 | 11h46
MPE investiga suposta fraude em arrecadação de taxas
Procedimento foi aberto no dia 3 de março pelo promotor de Justiça Roberto Turin
Alair Ribeiro
O promotor de Justiça, Roberto Turin
THAIZA ASSUNÇÃO
DA REDAÇÃO

O Ministério Público Estadual (MPE) abriu inquérito civil para investigar um suposto esquema de fraude em arrecadação de taxa e sonegação fiscal por parte dos servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT).

O procedimento foi aberto pelo promotor de Justiça Roberto Turin, do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, no dia 3 de março.

Segundo o promotor, a investigação tem como base um Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) da própria autarquia contra os servidores.

Conforme o inquérito civil, o suposto esquema consistia em suprimir dados da cadeia sucessória, que é o histórico do veículo e do proprietário.

Resolvo instaurar inquérito civil para apurar a existência de atos de ímprobos que atentam contra os princípios da administração pública

“Considerando que o referido PAD versa sobre fraude documental em que a cadeia sucessória de transmissão de proprietários é suprimida em relação a alguns proprietários, buscando fraudar arrecadações de taxas, sonegação fiscal e outros procedimentos obrigatórios, tais como vistorias oficiais”, diz trecho do inquérito.

“Resolvo instaurar inquérito civil para apurar a existência de atos de ímprobos que atentam contra os princípios da administração pública e existência de dano ao erário, uma vez que alguns servidores, supostamente, praticaram atos fora dos padrões legais exigidos”, acrescenta o documento.

Roberto Turin requisitou que o Detran encaminhe cópia do relatório final do Procedimento Administrativo para embasar a sua investigação. Atualmente, o Detran está sob o comando de Gustavo Reis Lobo de Vasconcelos.

Não há um prazo para o fim do inquérito.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2020 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet