Artigos
  • RENATO GOMES NERY
    O falso positivo com o nome sugere é tudo aquilo que foi tido como positivo e é negativo
/ CONCURSO

Tamanho do texto A- A+
16.06.2020 | 11h03
TJ investiga se candidato branco foi aprovado em cota racial
Rocha suspendeu posse de todos nomeados nas vagas a candidatos negros até apuração dos fatos
Victor Ostetti
Carlos Alberto Alves da Rocha, presidente do TJMT
CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, mandou investigar a denúncia de que um candidato aprovado em concurso da instituição por meio de cota racial seria branco.

O candidato, que não teve o nome revelado, foi nomeado para exercer o cargo de analista judiciário da Central de Processamento Eletrônico (CPE) na Comarca de Cuiabá.

A nomeação dele havia sido realizada pelo presidente do TJ no último dia 8.

Além de determinar a apuração da suposta fraude, o desembargador Carlos Alberto suspendeu a posse de todos os nomeados nas vagas reservadas a candidatos negros, até a conclusão da investigação.

Ao todo, seis pessoas foram nomeadas pela "Cota para Negro" por terem se declarado negras.

O desembargador ainda determinou a manifestação da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), que foi a instituição responsável pela realização do concurso.

Carlos Alberto Alves considerou o item 9 do Edital n. 22/2015/GSCP, que rege o concurso em questão, e que estabelece a autodeclaração como requisito para concorrer às vagas destinadas aos candidatos negros.

Contudo, o edital ressalva que, “comprovando-se falsa a declaração, o candidato será eliminado do concurso e, se houver sido nomeado, ficará sujeito à anulação da sua nomeação, após procedimento administrativo em que lhe sejam assegurados o contraditório e a ampla defesa, sem prejuízo de outras sanções cabíveis”.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2020 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet