Artigos
  • RENATO GOMES NERY
    O falso positivo com o nome sugere é tudo aquilo que foi tido como positivo e é negativo
/ SUSPEITOS DE DESVIO

Tamanho do texto A- A+
20.06.2020 | 11h00
Gaeco faz buscas em casas de dois secretários em cidade de MT
Hernane Gomes e Waldemar Freitas, de Pedra Preta, já respondiam por ato de improbidade administrativa
Alair Ribeiro
DA REDAÇÃO

Dois secretários do Município de Pedra Preta (a 240km de Cuiabá), já afastados das funções por decisão judicial e com bens declarados indisponíveis, foram alvos de mandados de busca e apreensão na manhã deste sábado (20), por agentes do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) de Rondonópolis e da Capital.

Eles são acusados de promover danos ao erário na ordem de R$ 124 mil.

As ordens judiciais foram cumpridas nas residências de Hernane Carneiro Gomes (secretário de Administração) e Waldemar Chaves de Freitas (Finanças).

De acordo com o Ministério Público Estadual, os dois gestores já respondem a ação civil pública por ato de improbidade administrativa pela suspeita de terem fraudado contratos públicos, licitação e contrato para terraplanagem. 

Segundo consta na decisão judicial que deferiu os pedidos de busca e apreensão, Hernane Gomes, após ter sido afastado das funções, teria ido até a Secretaria-Geral de Coordenação Administrativa e retirado o computador de uso funcional. "O que indica sério risco à atividade do processo", diz o MPE.

Além disso, os dois gestores são acusados de constranger testemunhas que prestaram depoimentos na Promotoria de Justiça e na Controladoria. Também  teriam ocultado e sonegado documentos que deveriam ser entregues à Controladoria.

“As informações são preocupantes, pois se relacionam a práticas delituosas de gravidade e prejuízo social insofismáveis, sendo necessária e imprescindível a busca e apreensão na residência dos suspeitos, para a consolidação das investigações, seja para isentá-lo de responsabilidade ou acrescer subsídios probatórios às investigações criminais e cível”, consta na decisão.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2020 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet