Artigos
  • RENATO GOMES NERY
    O falso positivo com o nome sugere é tudo aquilo que foi tido como positivo e é negativo
/ NESTA TERÇA

Tamanho do texto A- A+
29.06.2020 | 16h33
Promotoras debatem violência doméstica em live no Instagram
Transmissão será a partir das 15h, na página do Ministério Público Estadual de Mato Grosso
Reprodução
JAD LARANJEIRA
DA REDAÇÃO

Na terça-feira (30), a Coordenadoria do Centro de Apoio Operacional da Violência Doméstica (Defesa da Mulher), vinculado ao Ministério Público Estadual (MPE) vai transmitr uma live a partir das 15h, para falar sobre a violência doméstica contra a mulher.

O diálogo será comandado pelas promotoras da Justiça Criminal da Comarca de Cuiabá, Laís Glauce Antônio dos Santos, e da Comarca de Paranatinga, Ludmilla Evelin de Faria Sant’Ana Cardoso.

"Mesmo antes da pandemia, a violência doméstica contra mulheres e garotas impactou uma em cada três mulheres no mundo. Dados recentes de vários países já demonstram um aumento de casos desde o início do isolamento, de modo que, durante a pandemia, as mulheres estão sendo duplamente atingidas! A situação é desoladora", disse Laís Glauce.

Divulgação

live

A live acontece na terça-feira (30) no Instagram do MPE

De acordo com a jurista, em algumas grandes cidades e Municípios do interior do Brasil, em que o histórico de violência contra a mulher já era alto, o isolamento também tem consequenciado no aumento da violência dentro de casa.

"É preciso ressaltar que a violência não ocorre apenas de maneira física, mas, em grande parte, constitui-se na violência psicológica e no abuso emocional, que destroi a autoestima e causa sérios transtornos mentais às mulheres", afirmou a promotora Ludmilla Evelin.

Outro assunto que será levantado na live é a presença dos "grilhões invisíveis" que prendem as vítimas a seus agressores.

"Esperamos você para levarmos o que às vezes falta a muitas mulheres: informação".

A live será transmitida pelo página do Ministério Público Estadual (MPE) no Instagram.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2020 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet