Artigos
/ NA GRANDE CUIABÁ

Tamanho do texto A- A+
16.07.2020 | 11h43
MPE pede que juiz prorrogue quarentena coletiva por mais 7 dias
Cidades continuam com "risco muito alto" de contaminação, justifica promotor em pedido
Alair Ribeiro
Promotor Alexandre Guedes
BIANCA FUJIMORI
DA REDAÇÃO

O promotor de Justiça Alexandre de Matos Guedes solicitou, nesta quarta-feira (15), a extensão da quarentena obrigatória por mais sete dias em Cuiabá e Várzea Grande.

O juiz da Vara Estadual da Saúde de Mato Grosso, José Luiz Leite Lindote, já tinha prorrogado, no dia 9 de julho, a quarentena em sete dias. A medida começou a valer na sexta-feira (10) e se encerraria nesta quinta-feira (16).

Com este novo pedido, o isolamento pode completar 14 dias, se encerrando somente na próxima quinta-feira (23). 

No documento, Guedes explica que as cidades continuam classificadas como de “risco muito alto” de contaminação por coronavírus, conforme o boletim informativo de terça-feira (14). A classificação está em um sistema criado pelo Governo do Estado. A medida, que muda semanalmente, mostra uma lista de cidades em risco e as ações que devem ser adotadas a depender do grau de cada localidade. 

Além disso, Guedes também leva em consideração que 93% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Estado já estão ocupados.

"Requer-se ainda a extensão automática dos efeitos da liminar enquanto perdurar a situação de risco nos Municípios demandados", diz trecho do documento do promotor.

O juiz deve marcar uma nova audiência de conciliação com o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, a de Várzea Grande, Lucimar Campos, e representantes do Estado e do Ministério Público para esta quinta-feira (16).

Até a tarde de terça, são 29.918 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso e um total de 1.157 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado, sendo 52 mortes nas últimas 24 horas. 

Leia mais sobre o assunto:

Juiz mantém quarentena por mais sete dias em Cuiabá e VG


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2020 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet