Artigos
  • GISELE NASCIMENTO
    Decisões que atestam o “mero aborrecimento” em casos de desrespeito ao consumidor estimulam o “mero abuso”
  • HÉLCIO CORRÊA
    Não vale mais baratear debate prisional no Brasil ou ficar inutilizando recursos públicos no modelo vingativo e ineficaz
  • VICTOR MAIZMAN
    Cláusula do Devido Processo Legal assegura que ninguém será privado de seus bens, sem o processo legal
  • GONÇALO DE BARROS
    Nas redes sociais, os julgamentos são mais abertos, transparentes; a exceção é o anonimato

Tamanho do texto A- A+
22.05.2013 | 16h21
"Vale coxinha"
Grevistas do TJMT ironizam valor do auxilio alimentação
DA REDAÇÃO
Virou piada nas rodinhas de servidores grevistas do judiciário valor do auxilio alimentação concedido pelo Tribunal de Justiça à categoria. O aumento foi de 32%.

O benefício, regido pela Lei Estadual nº 9.547/2011, passou de R$ 315,60 para R$ 415,60. O aumento do auxílio alimentação era um dos ítens da pauta de reivindicação da categoria que está em greve desde o dia 13.

Pelo tom irônico e de desdém com que muitos tem tratado o valor do vale alimentação concedido pelo TJMT ao seu pessoal, pode se acreditar, sem medo de errar, que o  judiciário mato-grossense paga realmente altos salários para seus servidores para que possam tratar como tem tratado o benefício. Até porque, a maioria da população brasileira, com certeza, iria ficar muito feliz se, além de bons salários,  recebesse no seu contra-cheque todo mês, um "vale-mercadinho" de R$ 415,00.
Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet